O que é catsaridafobia?

Uma das coisas que temos mais certeza no mundo, é que as baratas causam um enorme medo e nojo em muitas pessoas. Elas são extremamente resistentes! Porém, por qual motivo sentimos tantas coisas ruins quando pensamos sobre esses insetos?

O primeiro fato, é que assim como aranhas, altura e outras coisas, existem fobias específicas, e o nome dado ao medo de baratas é Catsaridafobia.
Muitas pessoas se sentem desconfortáveis ou com medo na presença baratas. Isso acontece, pois o sistema de auto-preservação do indivíduo faz com que sua mente veja tal inseto como um perigo muito maior e desproporcional com o que ele realmente é!

Baratas habitam lugares escuros, quentes e onde encontram abundância de alimentos. Além disso, muitas pessoas relatam o pavor de que durante a noite, no escuro, elas andem e engatinhem sobre nosso corpo, o que traz muito medo e repulsa. Esse fato provém da nossa evolução, pois nossos ancestrais eram programados para estarem sempre alertas e evitarem insetos e predadores.

O indivíduo pode ter passado por um trauma, ou uma experiência negativa com esse inseto no passado. Crianças que tiveram contato com baratas, as vezes ficando cara a cara com o inseto, têm uma maior possibilidade de desenvolver esta fobia. Na maioria das vezes, esse medo some quando a criança cresce, mas por questões sócio-culturais, ele pode persistir durante toda a vida a adulta. E estes adultos que travam ou se amedrontam ao ver uma barata, podem passar, sem saber, este medo às crianças a sua volta.

Um dos perigos do medo excessivo de baratas, pode levar ao temido “transtorno obsessivo compulsivo”, o famoso TOC. O indivíduo limpa sua casa da melhor maneira para garantir a “defesa” contra essas criaturas. Desde uma limpeza excessiva de carpetes, lençóis, sofás e tudo mais, também pode evoluir para limpeza corporal.

Se você sofre com este medo, saiba que a psicanálise possui meios e métodos para te ajudar e extinguir essa fobia! Temos variados tipos de tratamentos, e podemos encontrar a melhor opção, que funcione pra você!

Não deixe de procurar um especialista!