Mesmo que estejam voltadas para o mesmo campo de estudo e possuam basicamente os mesmos objetivos de aplicação, a psicologia, a psicanálise e a psiquiatria são campos diferentes da análise psíquica humana e cada uma é desenvolvida segundo seus próprios fundamentos e teorias.

A principal semelhança entre essas três áreas de atuação está  na busca pela cura dos transtornos mentais e todas são de fundamental importância aos indivíduos que apresentam quadros clínicos de psicose e neurose, por exemplo.

Neste artigo, vamos abortar com mais propriedade as diferenças e semelhanças entre elas e descobrir para que tipo de situação/quadro clínico cada uma é indicada. Confira!

Psicologia

É a mais conhecida e difundida área de estudo da psique humana e se aplica por meio de entrevistas e testes que possam expor um “raio-x” da saúde mental dos indivíduos, identificando assim seus traumas, angústias e distúrbios.

Para ser um psicólogo (a) é preciso possuir diploma de graduação e o tempo do curso é de cinco anos. O profissional da área pode atuar em consultórios, postos de saúde pública e ONG’s, tanto nas áreas clínicas como também nos setores jurídico, esportivo, educacional e social.

A aplicação da psicologia ocorre por meio de psicoterapias e psicodiagnósticos que são técnicas exclusivas do psicólogo.

Psicanálise

A definição de psicanálise é a “cura pela fala” e o psicanalista estimulará o indivíduo a expor seus problemas e aflições de forma voluntária, como ocorre em uma conversa informal entre amigos.

O psicanalista utilizará técnicas de psicoterapia para a interpretação dos sintomas apresentados pelo paciente durante as sessões, que podem ser aplicadas também pela internet.

A psicanálise está inserida na psicologia e busca a compreensão do pensamento humano pela análise de diálogos, tendo como finalidade a cura de enfermidades mentais e físicas relacionadas à psique e aos distúrbios dos pacientes.

Diferentemente da psicologia, não é necessário realizar um curso de graduação para o exercício da psicanálise, porém, o interessado na área deve procurar um instituto de psicanálise e se qualificar na área com estudos orientados e o desenvolvimento de práticas que correspondam aos fundamentos da psicanálise.

A Insight Psicanálise é um instituto que oferece cursos a distância nesta área, ministrados por profissionais atuantes no mercado e com metodologia voltada ao aprendizado teórico e prático a partir dos estudos de Sigmund Freud, o pai da psicanálise.

Saiba mais sobre os cursos clicando aqui e não deixe de participar do 1º Congresso Online de Iniciação à Psicanálise que será realizado pela ABRAPSI (Associação Brasileira de Psicanálise Insight) a partir de 26 de abril.

As inscrições são gratuitas, porém, as vagas são limitadas. Basta clicar aqui para saber detalhes das palestras e de toda a programação do congresso.

Psiquiatria

A grande diferença entre a psiquiatria e as outras duas ciências apresentadas anteriormente está na formação profissional e também nos métodos utilizados para o tratamento de distúrbios psíquicos.

O psiquiatra deve possuir especialização no tratamento de transtornos mentais e ser licenciado em medicina, o que exige uma preparação acadêmica constante em métodos de análise e estudos da psique humana, sobretudo quanto à utilização de psicoterapias e de medicamentos que somente o psiquiatra pode prescrever.

Assim, a psiquiatria é aplicada em quadros clínicos específicos, enquanto a psicologia e a psicanálise são indicadas a todas as pessoas que apresentam algum tipo de conflito mental ou emocional em suas relações com o mundo interno (íntimo) e externo (família, sociedade, trabalho).

Ficou com alguma dúvida ou precisa de maiores informações sobre os assuntos abordados neste artigo?

Mande seu comentário, crítica ou sugestão no campo abaixo e confira mais contéudos exclusivos sobre a psicanálise no blog da Insight Psicanálise!

Este site faz uso de coockies.
x